Mateus Dela Fonte tem sido convidado como solista e músico de câmara em diversos países da Europa e América Latina, atuando em renomados festivais como: 25. Guitar Festival Mikulov (República Checa), Internationale Gitarrenfestspiele Nürtingen, (Alemanha) e I. Encuentro Internacional de Guitarra (Peru), entre outros.

Em 2010 foi lançado o seu primeiro CD Sarabande & Samba, sendo muito elogiado pela crítica especializada, com obras do repertório alemão, espanhol e brasileiro. No outono de 2013 seguiu Paisagem Brasileira – Brazilian Landscape, um disco inteiramente dedicado à música brasileira ao redor do choro.

Na área de música contemporânea Mateus fez a estréia de diversas obras para, trio com violão e também do Concert de Tardor para violão e orquestra de Xavier Berenguel.

Mateus Dela Fonte foi o vencedor de numerosos concursos de violão no Brasil e na Europa. Foi galardoado com prêmios especiais como Melhor Interpretação de uma obra de Bach no IV Concurso Internacional de Violão Iserlohn (Alemanha, 2010) e Melhor Intérprete de Música Brasileira no II Prêmio Paraíba de Música (Brasil, 1998). Conquistou o 1° prêmio no VIII Concurso internacional de Música L′Arjau per a joves na categoria de música contemporânea Catalã (Espanha, 2004).

Mateus Dela Fonte nasceu em Salvador-BA onde iniciou os estudos superiores na Universidade Federal da Bahia com Mário Ulloa. Seguiu para especializarse em Barcelona e em Madrid com Àlex Garrobé, e Gabriel Estarellas. Foi bolsista da AECI e da Fundación Carolina. Em 2012 concluiu o Konzertexamen com a nota máxima na Musikhochschule Stuttgart sob a orientação do Prof. Johannes Monno.